Terapia da Fala

Através da análise detalhada destas áreas: comunicação, linguagem e fala - o Terapeuta da Fala poderá compreender a forma como cada pessoa comunica com o meio envolve e poderá orientar as famílias, para uma estimulação específica das necessidades individuais de cada criança/jovem/adulto.

Vanessa Leitão
Terapeuta da Fala

 

A Terapia da Fala atua ao nível da avaliação, diagnóstico e intervenção nas perturbações relacionadas com a comunicação humana, englobando todos os processos associados à compreensão e produção de linguagem oral e escrita, assim como a adequação da comunicação não-verbal.
A capacidade de comunicar é uma das características fundamentais para o desenvolvimento e integração do ser humano em sociedade. Compete ao terapeuta da fala compreender o funcionamento comunicativo da pessoa, nos diferentes contextos e com os diferentes interlocutores.
As competências comunicativas assumem diversas formas desde os primeiros meses de vida, com uma maturação cada vez mais rica e complexa. O bebé passa de formas comunicativas básicas, como o choro e o riso, até chegar ao desenvolvimento mais fino e complexo, como a expressão através da fala. O trabalho no âmbito do desenvolvimento da comunicação incide na estimulação de competências como a atenção conjunta, utilização do apontar e estabelecimento de turnos comunicativos, para cumprir uma diversidade de funções comunicativas.
O Terapeuta da Fala deve ser capaz de identificar e analisar o que a criança faz e como faz para comunicar com o outro, para estabelecer uma linha de trabalho partilhado com a família. O desenvolvimento da linguagem apresenta-se como outra das principais áreas de trabalho do terapeuta da fala. É uma área que apresenta um enorme exponencial de evolução na infância e consiste na capacidade de passar da manipulação dos objetos para a capacidade de pensar e falar sobre eles na sua ausência (representação simbólica).
Compete também ao terapeuta da fala avaliar e intervir no âmbito das dificuldades de fala, nomeadamente nas áreas da voz, articulação verbal e fluência (gaguez).
Será através da compreensão das rotinas diárias e do jogo que serão potenciadas competências comunicativas e de linguagem, que permitirão à pessoa uma maior funcionalidade e inclusão nos diferentes contextos frequentados.

Consultas de Especialidade